05 agosto 2014

Resenha: Como Eu Era Antes de Você


Como Eu Era Antes de Você

Jojo Moyes

Ano:2003
Páginas: 320
Editora: Intrínseca 
Favorito: ♥♥♥♥♥

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Simplesmente perfeito!  esse foi um dos livros que eu li e me apaixonei de cara, logo de começo ele me tocou em todos os requisitos, chorei "rios e mais rios" de lagrimas, chorei como se eu estivesse perdido um grande amor da minha vida! chorei como uma criança!  sério é linda essa História acho até meio impossível você não se emocionar. Dos livros que já li esse foi o primeiro do autor JoJo Moyes, mas se forem todas nesse estilo, com sensibilidade e emoção já vou virar Fã de carteirinha e acho que vocês devem ter uma opinião bem parecida, não é mesmo?!

Eu simplesmente me apaixonei pela história de Will Traynor Louisa Clark. Não fiquei imune ao encanto deste amor despretensioso e inusitado... e puro. Will era um homem ativo e cheio de vigor, que adorava aventuras. Mas sua vida muda completamente quando, em uma noite chuvosa, sofre um acidente. Desde então fica tetraplégico. Dois anos depois, Louisa, desempregada, acaba conseguindo um emprego como cuidadora para um deficiente, que por acaso é Will. Ela tem um contrato de trabalho de seis meses, e é justamente neste período que tanto sua vida, quando a de Will irão mudar para sempre, e eles jamais serão os mesmos.
Moyes usou uma linguagem de fácil compreensão e muitos elementos interessantes que nos ajudam a compreender pelo que Will está passando e como sua dor e tristeza chegam a um limite insuportável. Eu realmente fiquei impressionada. Já havia lido outro livro que aborda o tema da tetraplegia, mas não de forma tão clara. É realmente triste ver as limitações, as dores e todo o processo doloroso pelo qual o tetraplégico tem que passar para ter o mínimo de conforto, se assim pode-se dizer. Louisa chega em um momento na vida de Will no qual ele mais precisava, e é lindo ver o quanto ambos mudam, sem nem ao menos perceber. Achei lindo o modo como mudam a vida um do outro e como Will, mesmo em sua condição, mostra paraLoiusa como é importante que ela amplie seus horizontes e cresça... e mude! Louisa também tem um papel fundamental para este homem já sem esperanças. Ela lhe mostra possibilidades, lugares a que pode ir, coisas que pode fazer... e lhe mostra como é possível ser feliz. Ambos descobrem o amor de uma forma tão bonita, que chega a doer.


O livro é tão gostoso de se ler, quando você começa não quer mais parar. Quando eu comecei a ler o livro em PDF ( por que eu o achei por acaso, estava procurando por livros legais e novos) não conseguia para de ler é como se fosse um vício, sabe, aquele que você não quer parar, só irá parar quando "destrincha-lo" inteiro, Bem assim estava minha pessoa as 03:00 da manhã de um domingo sem conseguir dormir e quando me acordei de manhã no dia seguinte fui correndo terminar de lê-lo, Prazer eu mesma. 
A História é tão real que muita das vezes parece que estamos espiando a vida deles é muito louco, mas ao mesmo tempo prazeroso. 



Eu com toda certeza recomendo à vocês que leiam esse livro e se você já leu Me conte o que achou aqui nos comentários, vou adorar saber!